Marketing de nicho: o que é?

Você já ouviu falar sobre marketing de nicho?

Esse tipo de marketing tem foco num público específico e dentre as principais vantagens temos a baixa competividade e os ótimos retornos sobre investimentos em divulgação.

O marketing de nicho pode tanto ser adotado por pequenas empresas quanto por empreendedores que buscam melhorar os resultados do seu negócio e conquistar autoridade.

O marketing de nicho está entre as melhores estratégias do marketing digital para promover o seu negócio e/ou criar um negócio lucrativo na internet.

O que é marketing de nicho?

Imagine que você tente abrir um e-commerce e queira competir com grandes marcas como Amazon e Mercado Livre, por exemplo. Seus resultados, nesse caso, seriam extremamente baixos. Já que essas empresas são gigantes, estão consolidadas no mercado.

Agora imagine que você abra um e-commerce de nicho, focado num determinado público: games, moda masculina, moda infantil, moda praia, papelaria, brinquedos, etc. Você trabalharia com um público segmentado e com maiores chances de sucesso e bons retornos.

O marketing de nicho é isso, você trabalha com um grupo restrito dentro de um mercado. Grupo esse que não tem suas necessidades atendidas pelo mercado.

Esse tipo de marketing pode tanto ser usado para produtos físicos ou digitais como para serviços.

E o mais interessante aqui é que você pode encontrar nichos ainda não explorados ou pouco explorados e conseguir sair na frente dos concorrentes.

Marketing de nicho: um conceito antigo

Mesmo sendo um termo recente, esse tipo de marketing já era utilizado há décadas.

Um dos casos datados é de 1902 quando o americano Francis Woodward, fundador da Genesee Pure Food Company teve a ideia de anunciar seu produto numa revista que tinha como público-alvo donas de casa, a revista “Ladies Home Journal”.

O produto divulgado por Woodward foi uma gelatina. No anúncio ele apresenta seu produto como “a gelatina preferida da América”. Com essa estratégia ele aumentou as vendas desse produto e conseguiu reerguer a empresa que estava numa situação nada favorável.

O que Francis Woodward fez foi apresentar seu produto para um público específico. Ao invés de, talvez, publicar um anúncio no jornal impresso, por exemplo, onde o público era mais amplo, ele resolveu apresentar seu produto para quem realmente teria interesse nele.

É assim que o marketing de nicho funciona: você apresenta seus serviços e produtos para as pessoas certas, que buscam por uma solução desse tipo.

Fazendo uma analogia, seria como ir pescar num lugar em onde você sabe que há peixes, onde se fez uma pesquisa antes, e você volta com a rede cheia, ao invés de simplesmente ir para qualquer lugar e “tirar a sorte” para pegar um ou dois peixinhos (ou nenhum).

Por que fazer marketing de nicho?

Um dos motivos é a baixa concorrência, como já citamos. Pois enquanto um mercado é algo amplo e atrai a atenção de muitos, elevando a concorrência, os nichos são menores e neles a concorrência é baixíssima.

Empresas, empresários e empreendedores que praticam esse tipo de marketing conseguem clientes fiéis e que divulgarão seu negócio.

Mas por que isso acontece?

Como você estará atuando no setor com poucas opções, seus clientes, ao sentirem-se satisfeitos tanto com o produto/serviço quanto com o atendimento, promoverão seu negócio para familiares, amigos e seguidores. E como, geralmente, as pessoas tem amigos e conhecidos com gostos semelhantes, usando esse tipo de marketing seus resultados serão muito bons.

Mas ainda há outras vantagens em fazer marketing de nicho:

Menor custo por clique: se você trabalha com anúncios online em plataformas como Google AdSense, Facebook Ads ou Instagram Ads, sabe que a segmentação é algo que te ajuda a reduzir os custos por clique. Logo, com o marketing de nicho você consegue reduzir esses custos;

Você pode aumentar o valor dos seus produtos e serviços: de acordo com o profissional de marketing norte-americano Philip Kotler, considerado por muitos como o “pai do marketing”, ao escolher atuar com um nicho, onde se tem poucos concorrentes, e se tornando especialista nesse nicho, você consegue cobrar um maior preço por seus produtos e/ou serviços. E os seus clientes não verão problema nisso, pois enxergaram a exclusividade que terão com essa escolha;

Público focado e mais resultados: você tem um público menor, mas que, usando as técnicas, estratégias e ferramentas de marketing digital certas, interagirá mais com sua marca do que se você focasse num público maior. Podemos concluir que aqui o retorno é muito mais garantido;

Expandir seu negócio: além de todos os benefícios citados aqui, ao contrário do que alguns pensam, ao optar por se especializar num nicho você terá também potencial para conseguir expandir seu negócio e aumentar suas receitas.

Mas há exigências

Não basta ser o único ou um dos poucos a atuarem num determinado nicho de mercado, é preciso atender as exigências dos seus clientes.

E aqui vale alertar: ao escolher atuar quase que com exclusividade num nicho, seus clientes esperarão que você ofereça serviços e produtos diferenciados.

Logo, uma dica aqui é que se você é empreendedor, autônomo, empresário, etc, escolha um setor com o qual tenha afinidade para atuar, desse modo não lhe será pesaroso ter que estar sempre atualizado nesse nicho.

Se você escolher ingressar num nicho de mercado apenas porque ele tem pouca concorrência, pode ser que com o tempo você não tenha mais cabeça para continuar, pois não é algo que você goste, não é um tema com o qual tenha paixão por pesquisar, estudar, etc.

Uma outra exigência extremamente importante para quem atuará num nicho é o atendimento ao cliente. Geralmente empresas e empreendedores que trabalham com nicho cultivam um relacionamento mais próximo, uma vez que estão mais atentas ao que seus clientes e potenciais clientes pensam.

E essa atenção é uma forma de melhorar o relacionamento com eles, fazendo com vejam seu negócio com bons olhos.

Estar atento as opiniões dos clientes pode, inclusive, te ajudar a melhorar ou desenvolver novos produtos, bem como a explorar novos nichos promissores. Afinal de contas você pode querer ampliar seu negócio, explorando novos setores.

Primeiros passos para implementar o marketing de nicho em seu negócio

Dentre os primeiros passos para implementar esse tipo de marketing em seu negócio temos:

– Definir sua persona: aqui não falaremos sobre definir público-alvo porque o nicho já ajuda com isso. E o que terá que fazer agora é definir a persona, que é o cliente ideal para o seu negócio, para seu produto ou seu serviço;

– Pesquisar sobre o nicho onde atua ou atuará;

– Descobrir quais as “dores” da sua persona: quais problemas essas pessoas possuem e que você poderia solucionar, dentro do seu nicho, com um produto ou serviço? Você pode até mesmo começar fazendo isso com algumas das coisas que gosta de fazer, dos seus hobbies. Muitos produtos surgem depois de alguém buscar por uma solução assim e não encontrar. É aí que surge a ideia;

– Descubra onde essas pessoas estão: quais dispositivos usam, quais plataformas usam, quais seus interesses, etc.

Atraindo seu público

Já quanto a como atrair essa pessoa, por meio da internet há várias formas.

Uma das principais formas é através da criação de conteúdo de acordo com a necessidade desse público.

Por isso, antes de começar a elaborar conteúdos, siga a dica que apresentamos aqui e descubra as dores da sua persona para saber quais tipos de conteúdo atrairiam a sua atenção.

Esse conteúdo pode ser disponibilizado em formato de vídeo, de artigos em blog, em posts das redes sociais, por e-mail marketing, entre outros.

Caso você queira resultados mais rápidos, pode também utilizar anúncios pagos nas plataformas que citamos aqui. Inclusive, em plataformas de anúncios como o Facebook Ads você pode fazer a segmentação, mostrando seus anúncios para um público em específico:

– Pode escolher por localização (país, estado, cidade);

– Por idade;

– Interesses;

– Profissão;

– Por sexo (masculino ou feminino);

– Entre outros.

Com isso você poderá prospectar cliente mais rapidamente. No entanto, a opção de usar conteúdo te faz prospectar clientes de forma orgânica e também com mais consistência.

Mas vale lembrar que criar conteúdo exige que você faça uma pesquisa sobre os interesses do seu público em relação ao seu nicho de mercado: você pode fazer isso pesquisando a concorrência, usando ferramentas de pesquisa de palavras-chave como o Planejador de Palavras-chave do Google (que é uma ferramenta gratuita), usando as redes sociais e obtendo feedback dos seguidores, etc.

E é importante que o seu conteúdo seja compartilhável, assim o usuário poderá enviar para seus amigos, familiares ou conhecidos que tenham os mesmos interesses.

Conclusão

Para ter sucesso com o marketing de nicho é importante que você conheça bem seu público e esteja atualizado com o nicho de mercado onde pretende atuar.

E como o público que se encontra em nichos, em sua maioria, são experts, haverá uma certa exigência no que diz respeito a informação, conteúdo, produtos e serviços.

Logo, de nada adianta ingressar num nicho se você não tem um bom conhecimento do tema. Ainda mais porque essas pessoas buscam bastante por informações de valor e por novidades.

E como a melhor maneira de expandir o alcance do seu negócio é através de conteúdo, é importante se manter sempre antenado.

Agora que você já sabe usar o marketing de nicho a seu favor, aprenda também como criar infoprodutos que vendem e quais suas vantagens.

Descubra também tudo sobre a principal plataforma de produtos digitais do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *