Marketing digital para leigos: Segredos Revelados

Nosso foco hoje com esse artigo será o marketing digital para leigos.

O objetivo com isso é introduzir as pessoas que nunca tiveram contato com esse mundo a entenderem como o marketing pela internet funciona e como ela pode fazer uso dele para ter um negócio online ou mesmo para divulgar seu negócio físico.

Marketing digital para leigos: começando pelo conceito

Falando de um modo bem simples: o marketing digital compreende estratégias e técnicas de divulgação pela internet.

Ele se baseia em fazer a oferta certa para as pessoas certas.

Mas para que você consiga entender melhor, é necessário saber que há dois tipos de marketing:

– O marketing tradicional: que é aquele marketing que usa meios como televisão, rádio, revistas, entre outros;

– E o marketing digital: que usa a internet, com foco em usuários de computadores, tablets e celulares.

O marketing digital é você, por exemplo, ter um salão de beleza e usar as ferramentas disponíveis online para conseguir divulgar seu salão: Facebook, Instagram, blogs, Youtube e muito mais.

E esse marketing pode tanto ser feito gratuitamente (como é o caso das ferramentas que citamos acima) como também pode ser feito investindo dinheiro (no caso de anúncios, por exemplo).

Um marketing focado em criar relacionamento

Estar na internet é estar onde seus clientes estão.

O marketing digital para leigos ou o avançado, ao contrário do tradicional, foca mais no relacionamento da marca com os clientes. Ou no relacionamento do profissional com os clientes.

Nesse tipo de marketing a venda não acontece logo de cara.

Primeiro você atrai a atenção do potencial cliente por meio de conteúdo de valor para ele, em seguida oferece algum material ou oportunidade (grátis) para conseguir o contato direto com ele (e-mail, telefone, etc), em seguida continua apresentar conteúdo de valor, mas também apresenta mais informações sobre a sua marca, produto ou serviço, e em seguida a venda acontece.

Mas a venda acontece por livre e espontânea vontade do cliente, não tendo você que ficar insistindo.

O processo de marketing pela internet possui uma estrutura que faz com que o cliente deseje comprar o que você vende. O processo faz com que ele vá atrás do seu produto ou serviço.

Incrível, não é?

E tudo parte do conceito de “funil de vendas”. Calma que isso, em teoria, é algo bastante simples.

O funil de vendas funciona assim: no topo estão os usuários (visitantes) que chegam até você, logo abaixo esses usuários são transformados em leads (pessoas que interagem com você ou sua marca), depois disso você transforma esse leads em leads qualificados (com enorme potencial de se tornarem clientes). O próximo passo é usar estratégias para transformar esse leads em oportunidades (a um passo da venda) e por fim em clientes.

Imagem: Reprodução/Freepik

Apesar de parecer um processo simples, para cada etapa do funil você deverá contar com estratégias especificas.

Por exemplo: para atrair visitantes você precisa criar conteúdo de valor e do interesse deles.

E para converter esse visitante num lead você precisa oferecer algo em troca do seu contato como um e-book, infográfico ou uma aula gratuita (aqui entraria o e-mail marketing, que compreende estratégias especificas para gerar vendas por e-mail).

Algo essencial no digital para leigos: entender seus clientes

Podemos concluir que o trabalho de marketing digital se resume a: atrair clientes, criar um relacionamento com eles e apresentar soluções de acordo com as necessidades dessas pessoas.

E quando falamos em apresentar soluções de acordo com as necessidades dessas pessoa, aqui entra um ponto importante:

– O marketing digital preza por se ter um conhecimento sobre seu público, sobre as pessoas que deseja alcançar.

Em outras palavras, esse marketing tem como foco o cliente e não seu produto ou serviço. Sempre no que seu produto ou serviço tem para oferecer ao cliente.

Digamos que você queira vender roupas para bebê pela internet. Se você souber que seu público são mães, que moram em São Paulo, que trabalham e cuidam da casa, que gostam de acompanhar blogs sobre maternidade, saberá que criar um blog ou um canal no Youtube, por exemplo, com dicas sobre maternidade e ao final recomendar sua loja será uma boa ideia para atrair o público certo.

Com isso você evitar ter que ficar “atirando para todos os lados” a fim de acertar o alvo. E evita também gastar dinheiro, exemplo:

– Se você fizer um anúncio no Facebook Ads ou Instagram Ads (ambas plataformas pagas para anunciar na internet), usando o exemplo acima, você saberá que seu público são mulheres, com idade entre 20 a 45 anos, localizadas em São Paulo, que tem interesse em assuntos ligados a maternidade, etc.

Em resumo, o estudo sobre o público-alvo é importante porque você saberá o que tem que ser feito para atrair essas pessoas:

– Quais conteúdos produzir (vídeos e artigos para blog);

– Quais termos usar;

– Quais hashtags usar em suas publicações nas redes sociais;

– Que tipo de vídeo atrairá esse público;

– Quais os interesses desse público;

– Quais as plataformas essas pessoas mais usam (Youtube, Instagram, etc);

– Entre outros.

Ter um negócio na internet é algo promissor?

Falamos no começo desse artigo que o marketing digital pode tanto ser usado para divulgar seu negócio como para criar um negócio na internet.

E talvez você esteja pensando: “será que ter um negócio na internet é algo promissor?”

A resposta é: sim. E esse pode ser considerado um dos negócios mais promissores que existem.

De acordo com dados do 38º Webshoppers Ebit/Nielsen, que pesquisa tanto sobre lojas virtuais quanto sobre os dados do mercado online em geral, somente no primeiro semestre de 2018 os negócios online tiveram um faturamento de R$ 23,6 bilhões.

Aproveite esta oportunidade também e comece ganhando R$ 100,00 por dia na internet.

Mais da metade da população no Brasil e no mundo está na internet, usando seus celulares, tablets ou computadores. Tanto é que empresas de quaisquer segmentos podem encontrar clientes por meio da internet.

E há diversas maneiras de começar um negócio online, seja trabalhando com e-commerce, oferecendo serviços como freelancer e, o mais simples, promissor e lucrativo, promovendo produtos.

O afiliado não precisa se preocupar com estoque, não tem que criar nenhum produto, não precisa oferecer nenhum serviço. Todo o trabalho dele se resume a promover produtos de outras pessoas (sejam produtos digitais ou físicos).

Se quer trabalhar como afiliado, consulte o Guia do Marketing de Afiliados.

Atualmente as pessoas pesquisam praticamente tudo pela internet, desde locais para comer, sobre o trânsito, sobre lojas, serviços, consultórios, pet shops, cabeleireiros, loja de eletrônicos em sua região ou online e muito mais.

As pessoas raramente perguntam as outras sobre alguma coisa, elas simplesmente pegam seu celular e pesquisam.

Agora imagine seu negócio aparecendo nos resultados de pesquisa dessas pessoas?

Obviamente você também deve fazer isso, certo? Pense na última compra que você fez, na contratação de um profissional, em como pesquisou sobre uma empresa, numa resenha ou review que conferiu sobre um produto, etc.

Vantagens de construir uma presença online

Estar na internet, construir sua presença online, te ajudará de várias formas:

– Poderá engajar mais as pessoas e ter fãs falando da sua marca, produto ou serviço para outras pessoas (divulgação gratuita);

– Você conseguirá muito mais clientes;

– Isso te ajudará a fidelizar clientes;

– Você tornará a jornada de compra do cliente mais curta, pois apresentará os produtos ideais para ele;

– Gastará menos com anúncios (isso se trabalhar com o marketing digital com foco no orgânico, em SEO, criando artigos e vídeos, por exemplo);

– Conseguirá medir os resultados: ao contrário do marketing tradicional, com o digital você conta com ferramentas que te ajudam a medir o desempenho dos seus esforços (saber se a campanha teve um bom retorno, se o investimento em anúncios online teve retorno para conseguir mais clientes, se o blog está com uma boa quantidade de visitas, etc.

Como aprender marketing digital: por onde começar?

Para iniciar no marketing digital para leigos, você pode começar com plataformas gratuitas como Youtube e redes sociais.

Essas plataformas te ajudarão a atrair o público que precisa sem precisar investir por agora. Mas deverá investir em conteúdo.

No entanto, é importante ter um local para onde enviar esse público para conseguir ter um relacionamento mais próximo (lembre-se do funil que falamos aqui) e para isso um blog é essencial.

Porém, o mais importante de tudo é que você invista em você, que obtenha conhecimento.

De nada adianta contar com várias ferramentas e não saber o que fazer com ela. Também, de nada adianta criar conta em várias redes sociais e não saber como atrair e engajar o público ideal.

Se você quer aprender inglês o que você faz? Busca por um bom curso, com um professor ótimo que te ajudará a aprender esse novo idioma, certo?

O mesmo vale para aprender sobre marketing digital, é importante contar com um guia que tenha vasta experiência e te conduza corretamente. O melhor curso de marketing digital que recomendo é o Fórmula Negócio Online.

Por fim, é importante que você sempre se mantenha atualizado, já que o marketing digital está sempre se renovando: o que funcionava hoje, daqui a um tempo não surte mais tanto efeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *